Filosofia

>> Sentido da Vida >> Verdade >> Razão >> Religião

Idiossincrasia

>> Politicamente Incorreto >> Máximas Kaduzianas >>

Mixórdia

>> Tudo o que não se encaixa nos demais temas deste blog

Poesia

>> Poesias que rabisquei ao longo da vida

Tecnologia

>> Tendências >> Google >> Gadgets >> Informática

Home » Mixórdia

Hits de Verão

Postado por , domingo, 25 de outubro de 2009Sem Comentários

rioO verão está chegando. Oxalá! É a melhor estação do ano. Tudo pulsa. Tudo ferve. Tudo acontece a mais de 30 graus. É sol. É praia. É chope. É sexo, suor e cerveja. É carnaval. É fevereiro. É Rio de Janeiro. É axé, pop, rock, samba, soul, funk, folk. É música!

Todo verão tem um hit, uma música que bomba, que toca em todas as rádios, pistas e cabeças do país.

Qual música de verão mais o marcou? Abaixo, as quatro que mais me marcaram. São músicas que fazem parte da minha história, que me trazem altas recordações. Espero que o verão deste verão seja tão intenso quanto estes que passaram.

Solteiro no Rio de Janeiro

 

 Não há música que traduza melhor o que é curtir um verão avulso no Rio de Janeiro.

 


W/Brasil

 

Não lembro o ano. Esta música estourou num dos muitos Réveillons que eu passei em Búzios. Foram tantos. É impossível esquecer dos Luaus na Praia da Tartaruga, dos showzinhos do Nada Pessoal na praia de Jeribá, das armações na Armação, do vai e vem na rua das Pedras e dos muitos amigos que fiz no balneário e que até hoje fazem parte da minha vida.

 


Papo de Jacaré

Quem não se lembra dos ensaios carnavalescos na quadra do Suvaco de Cristo (sim, revisores, o nome do bloco se grafa mesmo com U)? Por anos a fio aquela quadra quente, apertada, lotada e abafada por um teto de amianto abrigou o melhor programa do verão carioca. O pré-carnaval do Rio era – e ainda é – melhor que o carnaval em si. Num desses verões, Papo de Jacaré estourou e, como não podia deixar de ser, tocou repetidamente todo fim de semana na quadra do Suvaco – sob à benção do dono da axila!


Já sei namorar

Em 2004, Carlinhos Brown, Marisa Monte e Arnaldo Antunes emplacaram um sucesso atrás do outro com Os Tribalistas. Já Sei Namorar foi o maior hit do CD. Suas estrofes foram repetidas em todas as pistas do país. Até nos blocos do carnaval de Salvador escutei ora Bel, ora Durval, ora Ivete cantarem com sotaque baiano “Eu sou de ninguém. Eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também!”

Popularity: 1% [?]

Deixe o seu comentário!

Escreva o seu comentário, ou trackback do seu próprio site. Você também pode se inscrever via RSS.

Enfim, fique à vontade. Sinta-se em casa e dê a sua opinião sobre este texto. Mas, 'pelamordedeus' nada de spam!

Se quiser, você pode usar estas tags no seu cometário:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog permite Gravatar. Para Conseguir seu próprio avatar, registre-se em Gravatar.

</div>