Filosofia

>> Sentido da Vida >> Verdade >> Razão >> Religião

Idiossincrasia

>> Politicamente Incorreto >> Máximas Kaduzianas >>

Mixórdia

>> Tudo o que não se encaixa nos demais temas deste blog

Poesia

>> Poesias que rabisquei ao longo da vida

Tecnologia

>> Tendências >> Google >> Gadgets >> Informática

Home » Poesia

Eu

Postado por , sexta-feira, 14 de novembro de 20084 Comentários

Não sou um, sou vários…
Cada hora que passa,
Sou alguém diferente.

Sou triste e sou alegre,
Sou feliz e deprimido,
Sou ateu e dogmático,
Sou lacônico e prolixo,
Sonhador e pragmático,
Constantemente inconstante…

Infeliz por inconstância,
Feliz pela diversidade,
Todo adjetivo me cabe.
Sou um ser sem identidade
- ou com várias, quem sabe?

Cada um me vê como quer,
Romântico ou realista,
Emotivo ou calculista,
Humilde ou ufanista,
Racional ou niilista.
Todas as qualidades me pertencem,
Em instantes diferentes.

Quisera eu, Senhor, ser apenas um.
Com as mesmas idéias de sempre,
Os mesmos sentimentos de outrora,
As mesmas vontades todos os dias.

Quem me dera, Senhor, crer em ti
Como não creio nas minhas certezas
E em tudo mais que um dia eu já cri
Para fugir de minhas fraquezas.

Quem me dera não ter mais dúvidas
Sobre o que quero, gosto, penso ou sou.
Quem me dera, Senhor, ser único
E não precisar fingir ser o que fui.
Porque se fui, já não sou mais.
E se não sou, para que fingir?

A complexidade hiperbólica me domina,
Me destrói, me corrói…
Me dá forças e alimenta.
Umas vezes serve como vitamina,
Outras só me atormenta.

No meu epitáfio,
Amanhã ou daqui a cem anos,
De onde eu estiver, quero ler:
Aqui jaz, talvez em paz, talvez jamais,
Alguém que foi (e sempre será?)
A antítese de si mesmo.

Kadu Palhano

Popularity: 1% [?]

4 Comentários »

  • Carol Costa disse:

    Wow, que profile forte, gostei! Seja bem-vindo à blogosfera, Kadu!

    Uma resposta:
    Obrigado, querida. Você com certeza é uma das responsáveis por isso. O primeiro passo foi dado. Agora, resta o desafio da constância. Vamos em frente!

  • Paula disse:

    Parabéns Kadu pelo texto acima….
    Muito forte, muito verdade…
    Talvez muitas pessoas pensem como vc.

  • marianne piemonte disse:

    Oi, Kadu,
    muito bacana! O blog, o texto, as poesias! Será que é a Coca Diet que inspira tanto? rs
    Parabéns, nego.

  • Camila Azevedo disse:

    Kadu, me identifiquei tanto que alguns trechos copiei. Arrasou!

    Uma resposta:
    Camila, obrigado! Pode copiar à vontade.

Deixe o seu comentário!

Escreva o seu comentário, ou trackback do seu próprio site. Você também pode se inscrever via RSS.

Enfim, fique à vontade. Sinta-se em casa e dê a sua opinião sobre este texto. Mas, 'pelamordedeus' nada de spam!

Se quiser, você pode usar estas tags no seu cometário:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog permite Gravatar. Para Conseguir seu próprio avatar, registre-se em Gravatar.

</div>