Filosofia

>> Sentido da Vida >> Verdade >> Razão >> Religião

Idiossincrasia

>> Politicamente Incorreto >> Máximas Kaduzianas >>

Mixórdia

>> Tudo o que não se encaixa nos demais temas deste blog

Poesia

>> Poesias que rabisquei ao longo da vida

Tecnologia

>> Tendências >> Google >> Gadgets >> Informática

Home » Poesia

Poema Niilista

Postado por , segunda-feira, 10 de novembro de 2008Sem Comentários

Amor sem paixão
Sexo sem tesão
Praia sem verão
Caipirinha sem limão

Futebol sem Fluminense
Carnaval sem Salvador
Chope sem Bracarense
Rio de Janeiro sem calor

Olimpíada sem esporte
Loteria sem sorte
Bússola sem norte
Eutanásia sem morte

Pinto sem vulva
Pau sem xoxota
Pênis sem vagina
Pica sem buceta
Eita!

Felipe Solto
(Heterônimo de Kadu Palhano)

Popularity: 1% [?]

Deixe o seu comentário!

Escreva o seu comentário, ou trackback do seu próprio site. Você também pode se inscrever via RSS.

Enfim, fique à vontade. Sinta-se em casa e dê a sua opinião sobre este texto. Mas, 'pelamordedeus' nada de spam!

Se quiser, você pode usar estas tags no seu cometário:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este blog permite Gravatar. Para Conseguir seu próprio avatar, registre-se em Gravatar.

</div>